sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Saudades de Lisboa




Era um alfacinha de gema
Não podia viver sem ela
Lisboa, o seu eterno lema
A sua luz, a mais bela


Marcos Sobral